Você conhece o Parque Ecológico da Rocinha?

12219553_799276116847825_4976771272602024051_n

Fabiana Escobar apresenta o Anfiteatro – Foto: Sérgio Mib

Com uma das vistas mais belas da cidade, situado dentro de uma das favelas mais conhecidas  do mundo, o Parque Ecológico da Rocinha, foi projetado  no PAC 1 (2010), sendo uma extensão do Complexo Esportivo da Rocinha, sob a gestão da Secretaria Estadual de Esporte , Lazer e Juventude do Rio de Janeiro. Porém com pendências e obras não terminadas, o espaço aguarda as obras do PAC – 2 para a conclusão e se mantém sem manutenção, o que dificulta a utilização do espaço por moradores.

Apesar da imensa necessidade de espaço de lazer, cultura e esporte, moradores não utilizam parcialmente o espaço e consequentemente torna o local abandonado e sem manutenção. Fatores que contribuem para o afastamento de moradores vão do difícil acesso, rua sem iluminação e chão esburacado e sem asfalto, à implantação da sede da UPP nesse local, já os moradores não se sentem à vontade com a presença policial, ainda mais depois do caso Amarildo, que foi torturado e morto na sede da UPP – Rocinha.

A UPP Rocinha ocupa o mesmo espaço do Parque Ecológico.

A UPP Rocinha ocupa o mesmo espaço do Parque Ecológico.

O Parque Ecológico da Rocinha, após esses percalços em sua construção, tornou-se  sem vida, sem utilidade ao morador, tendo em vista que muitos não conhecem o local e acabam por perder a possibilidade de usufruir desse espaço maravilhoso, que poderia proporcionar ao morador um dia de lazer familiar, pratica de esportes e a realização de atividades culturais.

Deixando de lado essa parte burocrática e política do parque, gostaria de ressaltar o outro lado da moeda.  Acreditando que esse espaço publico seja de extrema importância para os moradores da Rocinha, venho convidar a todos que visitem o espaço e comecem a utilizá-lo para assim reivindicarmos a manutenção do local.

Quem conhece a Rocinha sabe que muitos moradores residem em casas sem ventilação, sem área aberta, sem terraço e consequentemente não possuem um local para o lazer familiar. E sabendo disso, vejo a importância de falar sobre esse espaço publico maravilhoso que foi construído para o morador. O Parque Ecológico fica localizado no local conhecido como Portão Vermelho, com entrada pela Estrada da Gávea. Ao entrarmos, o primeiro espaço que encontramos é a quadra de Tênis de saibro. Aulas acontecem diariamente na quadra. Interessados em utilizá-la devem dirigir-se ao Complexo Esportivo da Rocinha. Atualmente a quadra foi apadrinhada por esportistas que apoiam a prática do Tênis.

Logo adiante encontramos um espaço para pratica de exercícios físicos, barras de ferro. Ao caminhar mais um pouco, logo, encontramos um dos espaços mais belos, que terá grande utilidade pra Rocinha. O anfiteatro. Com um palco espaçoso, uma arquibancada generosa, camarim, e todo potencial para grandes eventos culturais, o anfiteatro necessita de manutenção, mas somente com a sua utilização poderemos ver quais são as prioridades e os reparos necessários, contudo, o espaço não está interditado e poderia abrigar espetáculos musicais, teatrais, literários e de outros seguimentos culturais sem o menor problema.

Conversei com  Linn Falcão, diretora, atriz, apresentadora, escritora, poeta, fundadora do Grupo Atores da Roça, junto com Hudson Carvalho, Malu Alves, Jéferson Luiz, Christian Mallet e Marco Dobal entre outros atores que moram na Rocinha, unindo-se com a Grutta Teatral. Atualmente estão com o espetáculo “Boca de Ouro” circulando em festivais, e a Oficina Plínio Marcos em desenvolvimento.

Linn pontua que conheceu o espaço através de amigos, porém nunca utilizou o espaço para seu lazer, apesar de achar o espaço agradável e belo. Porém observou que a falta de manutenção nos espaço do parque dificulta a utilização. Ela, apesar, de não comer carne vermelha, vê no espaço de churrasqueira um excelente espaço para confraternização familiar e entre amigos ou até mesmo um espaço de saraus, por exemplo. 

Quanto ao Anfiteatro, Linn, diz que é um espaço que poderia estar sendo palco de grandes apresentações, espetáculos, festivais, e outros eventos culturais, porém a falta de manutenção, de estrutura como iluminação, sonorização e outros fatores importantes pra um espetáculo. Linn completa dizendo que abraçou a causa da reestruturação do Parque Ecológico e está no movimento que garanta o uso e manutenção do espaço. 

Rimas também se preocupa com a manutenção do espaço para os moradores - Foto: Internet

Rimas também se preocupa com a manutenção do espaço para os moradores – Foto: Internet

Guilherme Rimas, morador da Rocinha, Rapper, produtor cultural, já foi um dos produtores do encontro de Ideias e Rimas, organizava um encontro chamado Jhony Tribos e atualmente está em fase de produção de um projeto chamado Rocinha na Cena, um evento ligado ao hip-hop.

Guilherme conta que conhece o local superficialmente, que por nunca ter visto nenhum evento acontecer no local, acreditava que a obra ainda não tivesse sido concluída. Ao ser questionado sobre a utilização do parque enquanto morador, ele falou que passaria sim uma tarde com a família utilizando o espaço.

Após caminhar mais um pouco, logo avistamos a quadra de futebol, com arquibancada e vestiário. Pra rapaziada que gosta de jogar uma pelada, fazer uma brincadeira entre amigos ou ate mesmo desenvolver algum projeto esportivo, um campeonato, o local é bem propicio.

Conversei também com Vaskinho Junior , técnico  e diretor do Clube Atlético Rocinha, que desenvolve o projeto com jovens a partir de  13 anos. Vaskinho falou que conhece o Parque e que já participou de jogos lá.

Vaskinho não utiliza porque o tamanho da quadra não atende suas demandas. Ele observou que a quadra é boa para utilização amadora de futebol, porem é difícil conseguir vaga para marcar jogos devido ao grande numero de usuários. Já a respeito de utilizar enquanto espaço de lazer, Vaskinho diz que passaria, sim, um dia com a família, utilizando o espaço. 

Passando por todo esse espaço esportivo e cultural chegamos então a área de lazer do parque. Parquinho para as crianças, espaço para redes de descanso, churrasqueiras individuais com mesa, pia fazem parte desse espaço.

A presença de plantas e arvores faz o lugar tornar-se agradável para uma tarde familiar. O espaço permite que famílias possam ter uma tarde de lazer nas churrasqueiras individuais usufruindo de um belo cenário natural. Esse privilégio muitas pessoas sonham em ter em seus condomínios e pagam caro por isso, no entanto, aqui na Rocinha, moradores não tomam conhecimento e acabam perdendo essa oportunidade.

Quantas vezes você se pergunta como deve ser bom morar em um condomínio que possui área de lazer? E quantas vezes você se pergunta como deve ser caro ter esse conforto?

Pois é Brasil…  aqui na Rocinha nós temos tudo isso e não estamos dando valor e muito menos utilizando da forma correta. Enquanto os moradores não legitimarem o espaço de lazer, esporte e cultura, como local de uso dos moradores, não teremos manutenção, não teremos melhorias. A campanha Vem pro Parque Ecológico da Rocinha está lançada para que todos conheçam e possam utilizar esse espaço.

Fabiana Escobar

Nasceu e foi criada em Rio Comprido. Moradora da Rocinha, cursou Serviço Social na UFRJ. Blogueira e escritora, publicou sua biografia "Perigosa" e um romance "Linha Cruzada".

Fabiana Escobar

Fabiana Escobar

Nasceu e foi criada em Rio Comprido. Moradora da Rocinha, cursou Serviço Social na UFRJ. Blogueira e escritora, publicou sua biografia "Perigosa" e um romance "Linha Cruzada".

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *