Rapaz que cresceu em favela é aprovado para ser ‘Jovem Embaixador’ nos EUA

Vinícius foi aceito no programa Jovem Embaixador 2018 (Foto: Arquivo Pessoal)

sonho de viajar para o exterior parecia longe da realidade de um menino criado em uma favela na capital paulista. A chance de mudar de vida surgiu quando os pais de Vinícius Machado de Araújo, de 16 anos, mudaram para Sorocaba (SP) em busca de um novo rumo para a história da família.

Um pequeno comércio de acessórios para celular é a única fonte de renda do jovem e seus pais. A possibilidade de viajar aos Estados Unidos para fazer um intercâmbio era quase impossível ao estudante, que sempre frequentou a rede pública de ensino.

Em novembro de 2017, entretanto, ele foi aprovado em um concurso que lhe garantiu o embarque ao solo norte-americado para um curso de inglês.

A viagem foi marcada para a primeira quinzena de janeiro deste ano, mas antes de realizar o sonho o adolescente se dedicou aos estudos e pesquisas, mesmo sem ter acesso à internet, recurso conquistado há cerca de dois anos pela família. O menino buscava nos livros didáticos o conteúdo para o novo idioma.

O interesse para embarcar em avião e conhecer outro país foi tanto, que Vinícius passava horas do dia na internet buscando maneiras de viajar mesmo sem ter recursos financeiros.

Em julho de 2017, o jovem descobriu o Programa Jovem Embaixador, promovido pela embaixada brasileira, que disponibiliza 50 vagas de intercâmbio para jovens de todo o país.

Para concorrer a uma das vagas, ele precisava preencher alguns requisitos, como ter feito trabalho voluntário, concluído o nível médio de inglês e obter uma carta de recomendação feita por um professor.

Os alunos da escola em que Vinícius estudava já se mobilizavam com trabalhos voluntários. O grupo arrecadava mantimentos para o Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (Gpaci) e famílias carentes de Sorocaba.

Após o envio dos documentos, ele foi convocado para realizar uma prova escrita sobre conhecimentos gerais e uma avaliação oral de fluência em inglês. Somente da região de Sorocaba foram avaliados 22 candidatos.

Vínicius recebeu a resposta confirmando sua participação em novembro e começou a fazer os trâmites para a viagem. Para o passaporte, por exemplo, o adolescente foi beneficiado com um período de espera mais curto em relação aos outros pedidos.

Com o passaporte emitido, o sonho de conhecer o mundo estava na palma de sua mão, momento em que ele deu início aos principais preparativos da viagem.

A viagem

Vinícius partiu do Brasil com destino à Washington, nos Estados Unidos, no dia 12 de janeiro. De acordo com a programação, após uma semana na capital estadunidense, os grupos embarcaram para diferentes cidades para se hospedar em casas de famílias voluntárias, até o dia 4 de fevereiro.

Além da estadia com as famílias, os jovens foram convidados a participar de reuniões com autoridades do governo dos EUA, líderes de ONGs, além de visitar escolas e projetos sociais com aprentações sobre o Brasil, sua cultura e seu povo.

O Programa Jovens Embaixadores, criado em 2003, já realizou o sonho de mais de 500 jovens do Brasil e é realizado em todos os países do continente americano e conta, ainda, com um programa inverso para jovens norte-americanos representarem os EUA na América Latina.

Matéria de G1 clique aqui

FavelaDaRocinha

Site de comunicação comunitária desenvolvido por estudantes de comunicação da própria comunidade da Rocinha.

FavelaDaRocinha

FavelaDaRocinha

Site de comunicação comunitária desenvolvido por estudantes de comunicação da própria comunidade da Rocinha.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *