Rádio Katana e sua história

A Rádio Katana FM 91,3 foi pioneira na favela da 10422005_1564200640498629_795954784464379610_nRocinha. Em 1993, o pastor e professor da Academia Katana, Eduardo Katana, teve a iniciativa de construir um veículo de comunicação via poste, que era chamado de Rádio Katana via poste. Inicialmente, o intuito era apenas divulgar o trabalho e os eventos da Academia de Jiu-Jítsu. Contudo, com o crescimento e a popularização da rádio houve a necessidade de mudar o sistema para FM. A rádio, atualmente, cresceu e está com programações novas.

O professor Eduardo teve a ideia de montar um sistema de comunicação via poste, que eram caixinhas de som que começavam no Largo do Boiadeiro e subia toda a Estrada da Gávea. O sucesso foi tamanho que o professor buscou recursos financeiros e comprou um transmissor FM. A rádio chamou a atenção, principalmente dos comerciantes que buscavam um meio de divulgar seus produtos e eventos.

Além de ser uma novidade para a época, a Rádio Katana FM 91,3 era algo surpreendente frente às necessidades e condições dos moradores da Rocinha. Ali surgia um novo meio de expressão da comunidade. Aos poucos, a rádio foi moldada de acordo com as características de um veículo comunitário, depois de um tempo, também, patrocinava inúmeros eventos e tinha uma parceria com a Escola de Samba da Rocinha, que na época era um bloco.

A rádio funcionava 24 horas por dia e tinha como objetivo divulgar artistas de hip hop e rap, que até então não tinham acesso aos grandes veículos de comunicação. Eram transmitidos também músicas, entrevistas e debates, além de assuntos relacionados ao interesse dos moradores. Políticos tinham espaço para divulgar campanhas e pessoas, através do apoio da Rádio, tiveram a oportunidade de se tornarem líderes comunitários.

A filha do pastor Katana, Jaqueline Katana, contribuiu para a mudança na rádio que antes era voltada somente para área de divulgação comercial.”Há 6 anos comecei a reformular a rádio, que antes era somente comercial e posteriormente evangélica. Meu intuito era dar uma cara atual e mais comunitária. Tínhamos o interesse de falar dos problemas da comunidade e tocar música de qualidade. Consegui aumentar 80% da audiência. Falamos de tudo que é interesse da comunidade”, relatou.

A Rádio Katana FM 91,3 está no ar há 22 anos e por via internet há 11 anos. Atualmente, a rádio tem uma programação diversificada tanto voltada para o público secular, quanto evangélico. A programação conta com: “Tarde Musical” de 18h às 20h por Luiz Cachopa e “Mulheres em Luta” com Samantha Guedes, entre outras. Há, também, uma nova programação direcionada aos jovens, sobretudo, pessoas com vícios ou dificuldades espirituais. O programa “Jovens Libertos” está no ar todos os domingos às 15 horas liderado por André Vitoriano. Além da Rádio FM 91,3, os ouvintes podem ter acesso através do site: www.grupokatana.com.br.

Rafaela Andrade

Estudante de Comunicação Social na PUC-Rio. É paulista e admiradora da música instrumentista. Tem 21 anos e mora na Rocinha.

Rafaela Andrade

Rafaela Andrade

Estudante de Comunicação Social na PUC-Rio. É paulista e admiradora da música instrumentista. Tem 21 anos e mora na Rocinha.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *